Buscar
  • VA comunicacao

Deputados pedem que parlamentares venezuelanos se manifestem contra Bolsonaro

Para congressistas, tentativa de Juan Guaidó de nomear representantes em Brasília é uma "ilegitimidade".

Parlamentares deixaram explícita toda e qualquer forma de apoio aos venezuelanos - FOTO: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Deputados federais e senadores do PT, PSOL e PCdoB enviaram uma carta aos parlamentares da Venezuela e ao presidente da Assembleia Nacional, Jorge Rodriguez, afirmando que não compactuam com o comportamento do presidente brasileiro Jair Bolsonaro em relação ao governo de Nicolás Maduro.


Os parlamentares brasileiros solicitaram aos venezuelanos uma manifestação contra a gestão de Bolsonaro, “explicitando a ilegitimidade das tentativas do sr. Guaidó (Juan Guaidó, o oposicionistas que se autoproclamou presidente da Venezuela em 2019) de nomear representantes ilegais para ocupar as instalações diplomáticas em Brasília".


No documento, os parlamentares afirmam que estão “preocupados com a situação das relações diplomáticas entre nossos países e povos, pois o governo Bolsonaro interrompeu as nossas relações bilaterais, sem que houvesse nenhuma consulta ao nosso parlamento”.


Manifestam, ainda, que ao contrário de Bolsonaro, reconhecem como os únicos representantes do governo venezuelano em território brasileiro os diplomatas nomeados pelo governo Maduro.


Também deixaram explícita toda e qualquer forma de apoio aos venezuelanos que se encontram no Brasil. “No que couber a nós, buscaremos todas as formas preservar os interesses de nossos povos, para que prossiga a amizade entre nossos países e os processos de integração”, afirmam.


Assinaram o documento, os parlamentares do Partido dos Trabalhadores Enio Verri, Helder Salomão, Carlos Zarattini, Elvino Bohn Gass, Paulão, João Daniel, Rubens Otoni, Odair Cunha, Paulo Teixeira, Natália Bonavides, Arlindo Chinaglia, Valmir Assunção, Rogério Correia, Nilto Tatto, Erika Kokay, Célio Moura, Rui Falcão, Afonso Florence, Paulo Pimenta, Zé Carlos, Professora Rosa Neide, Benedita da Silva, Henrique Fontana, Reginaldo Lopes, Leonardo Monteiro, Gleisi Hoffmann, Carlos Veras, Alexandre Padilha, José Guimarães, Pedro Uczai, Airton Faleiro, Dionisio Marcon, Marília Arraes, José Ricardo, Frei Anastácio, Zeca Dirceu, Rejane Dias, Maria do Rosário, Beto Faro, Vicentinho, Padre João e Patrus Ananias. Do PSOL, assinaram Sâmia Bomfim, David Miranda, Fernanda Melchionna, Glauber Braga, Ivan Valente, Luiza Erundina, Talíria Petrone, Vivi Reis e Áurea Carolina. Por fim, do PCdoB, assinaram Orlando Silva, Perpetua Almeida, Jandira Feghali e Alice Portugal. Também assinaram o documentos, os senadores do PT Humberto Costa e Paulo Rocha. As informações são do site Brasil de Fato.

6 visualizações0 comentário