Buscar
  • VA comunicacao

Governo estadual avança nas ações para atender vítimas das enchentes no sul e extremo sul



Em continuidade às ações do gabinete avançado do Governo do Estado no sul e extremo sul da Bahia, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) levaram suprimentos a diversas aldeias indígenas, comunidade quilombola e associações de povos ciganos da região, ao longo desta quarta-feira (15). Foram entregues mais de 500 cestas básicas, em ação que contou com a presença da titular da Sepromi, secretária Fabya Reis, que visitou aldeias na zona rural do município de Prado e se reuniu com caciques locais para ouvir as demandas das comunidades. Os alimentos foram entregues a diversas aldeias da região, a exemplo de Cahy Pequi, Craveiros, Nova Coroa, Nova Esperança, Mata Medonha, Agricultura, Jitaí e Aldeia Velha. Os bombeiros também distribuíram 200 cestas básicas, na manhã desta quarta-feira (15), para moradores do bairro Vale do Jucuruçu, em Itamaraju. A ação ocorreu em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Os militares seguem visitando as residências para identificarem as necessidades das famílias afetadas pelas enchentes. “Estes dias são de muita luta e intenso apoio do Governo do Estado à população do Extremo Sul da Bahia, onde avançamos nos levantamentos e ofertas de mantimentos a comunidades e povos tradicionais. Trata-se de uma grande cooperação entre variados setores da sociedade, A solidariedade é, sem dúvidas, a principal marca deste momento. Nosso povo é resistente e vai superar esta crise. Sob a liderança do governador Rui Costa seguimos nos suportes necessários para reerguer os municípios e suas comunidades”, destacou a titular da Sepromi, Fabya Reis. A gestora informou, que a Sepromi tem atuado com parceiros estratégicos, a exemplo da própria Cada Civil, que coordena os trabalhos, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM), Conder, Seinfra, Sesab, OAB, prefeituras, vereadores, iniciativa privada, lideranças de movimentos sociais, a exemplo do MST, caciques indígenas e outros segmentos. Nos territórios indígenas o maior prejuízo foi a interrupção de acesso com pontes e estradas danificadas, o que tem feito o Governo do Estado redobrar seu trabalho para levar água potável, alimentação, medicamentos, dentre outros itens, e apoiar na reconstrução da infraestrutura. Graer O Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer) entrou no sétimo dia de operação no sul e extremo sul nesta quarta-feira (15). Até o momento foram utilizados aproximadamente 7,5 mil litros de combustíveis e realizadas 70 horas de voo, acumuladas em mais de 230 pousos e decolagens. O trabalho voltado para reduzir os impactos das enchentes na região inclui o uso de um avião modelo caravan e mais dois helicópteros. As aeronaves já realizaram o resgate de 15 pessoas em locais críticos e o transporte aeromédico de seis grávidas, seis crianças e cinco pessoas que necessitam de cuidados médicos. Ainda foram transportados 44 bombeiros e 37 outros profissionais, como médicos e membros da Defesa Civil. Os helicópteros também foram utilizados para realizar, até este momento, a entrega de 4,7 mil quilos de alimentos, 1,8 mil litros de água mineral e mais de 300 kits de medicamentos. A equipe do Graer segue na região com 14 policiais, entre pilotos, tripulantes, mecânicos e operadores de apoio de solo.



Desenbahia Uma equipe da Desenbahia chegou a Medeiros Neto, na terça-feira (14), para o início da operacionalização da linha de crédito destinada a comerciantes e prestadores de serviços que foram atingidos pelas enchentes. Nesta quarta-feira (15), a equipe realizou visitas aos empreendimentos afetados e atendimento aos empresários, com o objetivo de mapear o volume das demandas. O Governo do Estado investe R$ 20 milhões nesta ação, que oferece financiamento de até R$ 150 mil sem taxa de juros e prazo para pagamento de até 48 meses. Valores acima desse valor também serão ofertados, mas com cobrança de CDI. Defesa Civil Até esta quarta-feira (15), a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) já realizou a doação de mais duas mil cestas básicas para 23 municípios baianos, dos quais 21 se encontram em situação de emergência. Além disso, a Defesa Civil da Bahia também realizou doações de kits humanitários, compostos por colchões, lençóis, travesseiros, cobertores e água, para as famílias em situação de vulnerabilidade, e rolos de lona para as prefeituras, como medida preventiva que reforça a seguridade da população. De acordo com a Sudec, há 18.130 desalojados e 6.770 desabrigados em função das chuvas. Houve registro de 12 mortos e 273 feridos. O total de pessoas afetadas pelas enchentes chega a 233.704. Embasa Nesta quarta-feira (15), a Embasa conseguiu retomar o abastecimento de água na maior parte das localidades atingidas pelas fortes chuvas. O único município da região que ainda apresenta irregularidade no abastecimento é Eunápolis, já que a estação de captação de água foi submersa. Para agilizar a retomada do fornecimento em Eunápolis, a Embasa colocou em operação, na segunda-feira (13, uma captação secundária de água, que permitiu iniciar a retomada do fornecimento para alguns bairros. Nesta quarta (15), a empresa concluiu o conserto da captação principal, que já começou a operar em fase de teste. A previsão é de que, até quinta-feira (16), seja possível realizar a retomada gradativa do fornecimento para todos os bairros, com completa normalização do abastecimento em Eunápolis até o dia 20. O distrito de Coqueiro, no município de Jucuruçu, está em fase de regularização gradativa do abastecimento e o reparo da adutora que abastece a localidade foi concluído na manhã desta quarta (15). A previsão é que a plena normalização do sistema ocorra dentro de 24 horas após o término do serviço. *Com informações da Secom-BA.

25 visualizações0 comentário