Buscar
  • VA comunicacao

Juventude Popular do PT lutando bravamente por direitos e esperança

Leia a íntegra do texto assinado pelo Coletivo Quilombo da Esquerda Popular Socialista do Partido dos Trabalhadores.

Nossa identidade coletiva há vários séculos é atravessada por muitos confrontos, mas seguimos lutando bravamente pela nossa dignidade. Somos um povo marcado por histórias de resistência onde não há conquistas sem que haja batalhas. Cada povo ao seu modo, cada época com seu contexto, somos a memória viva daqueles que se indignaram contra as injustiças, se rebelaram diante das violências, e romperam com o estigma da submissão.


Temos inúmeros desafios para enfrentar nessa conjuntura tão perversa, o povo brasileiro vive um cotidiano de medo e insegurança e a ausência do que é essencial tornou-se uma presença constante. Nossa geração está frente a frente com um novo desafio imposto ao nosso povo de forma inesperada, onde, elevaram-se as dificuldades já existentes para as camadas mais vulnerabilizadas e sentimos que a garantia de acesso aos nossos direitos se tornou ainda mais restrita.


Nesse triste capítulo da história mundial seguimos enfrentando desigualdades históricas; somos parte da luta estrutural pela demarcação de terras dos povos indígenas; somos a defesa constante das comunidades tradicionais pela manutenção da cultura viva e transformadora; somos as comunidades periféricas com o seu fazer potente, que lutam todos os dias contra a violência racista; somos os trabalhadores do campo que fazem da terra instrumento de resistência; somos a comunidade LGBTQIA+ lutando contra a violência e pelo direito de ser quem é se é; somos as mulheres insubmissas lutando pelo fim da violência doméstica e do feminicídio; somos a classe trabalhadora lutando contra às jornadas exaustivas, rendas reduzidas, e pela garantia de direitos trabalhistas.


Somos um povo que luta por liberdade!

Por isso, mais do que pensarmos sobre quem sofrerá as consequências da crise mundial e da negligência desse desgoverno antipovo é necessário assumir os desafios apresentados à nossa geração. Lutar e viver as consequências desta guerra e reconstruir o mundo de sonhos e esperanças. Estamos frente a frente com lutas históricas conjugadas com enfrentamentos do tempo presente, vamos à luta para defender a ciência e combater as mentiras (fakenews). Não podemos recuar até que tenhamos a garantia da vacinação em massa para conter o vírus e as mortes.


Para alcançar um novo tempo é necessário a firmeza ideológica que nos mantenha dispostos a seguir firmes até o dia que nosso povo se reconecte com a própria história e possa assim romper com as amarras que a colonização nos impôs. Mais do que nunca é necessário lutar por uma sociedade onde as regras não sejam definidas por um sistema econômico de exploração e morte.


Aquilombar para seguir em marcha para que a juventude trabalhadora não tenha que optar entre a sala de aula e sustento de suas famílias, e para que as escolas não sejam reabertas até que tenhamos a vacinação de toda comunidade escolar.

Aquilombar para seguir nas mesmas trincheiras dos que hoje sentem fome, pois é um absurdo que em um país produtor de alimentos tenhamos que conviver com a realidade da ausência de soberania alimentar. Nossa luta é para que não falte comida no prato!

Aquilombar para seguir em defesa de oportunidades dignas de trabalho, acesso a salário e direitos trabalhistas. Onde quer que haja um trabalhador subjugado, romper com ciclo de exploração é nosso compromisso!


Somos o Coletivo de Juventude Quilombo. Somos a juventude negra, periférica, rural, trabalhadora, LGBTQIA+, indígena, sindicalista, ambientalista, de mulheres. Somos uma juventude do Partido dos Trabalhadores, organizada em coletivos e nos movimentos sociais, estamos nas capitais e no interior, nas periferias e nas comunidades indígenas, nos mares e nos rios, nos forrós e nos bailes funk, nos pagodões e nos paredões; a violência estrutural nos atinge e seguiremos lutando bravamente pelas nossas vidas e identidades.


Acreditamos que não haverá sociedade verdadeiramente democrática sem que o nosso povo possa viver e contar sua própria história, onde não estejamos imersos nos ideais de um novo mundo, justo, fraterno e com igualdade.


Está aqui a oportunidade de construirmos na prática nossos ideais socialistas. Longe de sermos o futuro, nós somos o tempo presente, oxigênio que preenche os pulmões e alimenta a vida, energia de esperança transformadora, sementes que germinam em terra fértil de sonhos e lutas ancestrais.


Somos a juventude popular do PT, lutando bravamente por nossos direitos!


Coletivo Quilombo da Esquerda Popular Socialista do Partido dos Trabalhadores


FONTE: Site do PT Nacional

4 visualizações0 comentário