Buscar
  • VA comunicacao

MST inicia Feira Agroecológica no extremo sul da Bahia; filme 'Marighella' será exibido


Foto: Ademilton Lima

Até este sábado (6) acontece a Feira Agroecológica Egídio Brunetto, no assentamento Jacy Rocha, município de Prado, localizado no Extremo Sul da Bahia. A Feira que é promovida pela Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto (EPAAEB) e pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), e reúne produtoras e produtores dos acampamentos e assentamentos da Reforma Agrária no estado da Bahia.


A diversidade de produção realizada nas áreas do MST está presente na Feira, com a comercialização de alimentos livres de veneno, produzidos pelas mãos dos camponeses e camponesas Sem Terra, que visam a produção sem agrotóxicos na luta a favor da vida.

Seguindo todas as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a Feira também está permeada de cultura, seja com os alimentos e produtores rurais ou com a diversidade cultural herdada pelas famílias.


O assentado José Carlos Santos, do assentamento Ojefferson Santos, localizado no município de Coaci, no Sul da Bahia, sempre esteve presente em Feiras promovidas pelo Movimento. “Este ano a Feira tem um significado maior para nós militantes Sem Terra, pois apresenta a retorno as Feiras da Reforma Agrária, fora dos centros urbanos, mas dentro uma atividade aguardada pelas famílias do MST”, comentou referindo-se à sessão especial do filme “Marighella”, que acontece sábado.


O objetivo é fortalecer ainda mais a relação entre campo e cidade, além de proporcionar um pouco das diversas dimensões da vida na roça para os visitantes. Quem passar pela Feira terá a oportunidade de levar para casa e saborear com sua família mais de 50 tipos de produtos de todas as regiões da Bahia e de alguns estados brasileiros que estão presentes como Minas Gerais e Espírito Santos.


Foto: Ademilton Lima

Para Felipe Campelo, coordenador Político da EPAAEB, a Feira é um espaço para o Movimento dialogar com a sociedade a respeito de uma alimentação saudável. “As Feiras são as nossas principais ferramentas de luta e contribuem para debater a necessidade do consumo de alimentos saudáveis livres de agrotóxicos, além de ampliar nosso espaço de comercialização”, sinalizou.


Segundo Campelo, a Feira vem favorecer ambos os lados: consumidores, que compram diretamente dos produtores e a garantia que estão levando para casa alimentos saudáveis, agroecológicos, sem uso de agrotóxicos e de qualidade; e produtores, que vendem diretamente para os consumidores, com preços acessíveis e sem atravessadores.


A Feira faz parte da programação do ato de exibição do filme “Marighella” que contará com presença do diretor Wagner Moura e parte do elenco com Bruno Gagliasso e o Pastor Henrique Vieira, que atuam no longa-metragem, além de outras lideranças políticas.


FONTE: Por Izélia da Silva, da 'Página do MST' e editado por Fernanda Alcântara

33 visualizações0 comentário