Buscar
  • VA comunicacao

PT completa 42 anos de vínculos profundos com o povo e com a construção de um Brasil mais feliz


- FOTO: Lula Marques/Arquivo PT -

Os anais da história do Brasil registram, neste dia 10 de fevereiro, 42 anos de coragem, esperança, luta e resistência do Partido dos Trabalhadores. São 42 anos de um partido que nasceu como alternativa para enfrentar a onda de retrocessos, de ações antinacionais, agendas recessivas e ultraliberais de governantes não compromissados com as causas sociais e humanitárias.

Nesses seus 42 anos, o PT se qualificou como principal partido de esquerda do País. Fez avançar a democracia e, nos 13 anos em que esteve na Presidência da República, promoveu mudanças na sociedade brasileira ao dar voz àqueles que sempre foram excluídos e ao dar cidadania a milhões de brasileiros que nunca foram prioridades para governantes que comandaram o País nos mais de 100 anos de República.

O PT completa 42 anos de existência, num momento crucial para a democracia brasileira que enfrenta retrocessos e total desrespeito aos preceitos constitucionais que desde 1988 regem o Estado Democrático de Direito. A movimentação no tabuleiro do xadrez político montado pelas instituições – cujas peças principais pressupõem a isenção e a preservação das garantias individuais – leva a crer que aqueles que solaparam a democracia, a partir de um golpe parlamentar, querem roubar também a esperança que alimenta homens e mulheres de um Brasil mais humano, solidário, justo – um Brasil recente, governado por Luiz Inácio Lula da Silva.

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara se revezaram na tribuna da Câmara, nesta quinta, para referenciar essa data tão importante para grande parte do povo brasileiro. Saudoso, o deputado Vicentinho (PT-SP) lembrou que participou em 1980 de uma grande greve no ABC. Segundo ele, foi uma greve extraordinária de 41 dias.


“O Lula, nosso residente do sindicato, foi a Brasília pedir o apoio dos deputados, não teve apoio. Ao final da greve, lembro, quando eu voltei à fábrica, que havia no banheiro uma frase escrita por algum operário que dizia o seguinte: ‘Mais vale a lágrima de uma derrota do que a vergonha de não ter participado’. Esse companheiro que escreveu essa frase no banheiro se referia à nossa greve, em que tivemos uma derrota econômica, mas uma grande vitória política, porque a greve era também contra a ditadura militar”, contou ao se reportar ao ano de fundação do PT.

O deputado Paulão (PT-AL) destaca a fundação do PT, que segundo ele, sob a liderança do operário Luiz Inácio Lula da Silva transformou o Brasil. “Hoje pela manhã, logo cedo, eu estava nos sinais, a partir de 6h30, fazendo a panfletagem, comemorando os 42 anos do PT, exaltando a liderança. Nós vemos aqui, nas ruas de Maceió, a exaltação do povo brasileiro. O povo brasileiro está com esperança de trazer de volta essa estrela que carrego no peito. Por isso, o povo brasileiro vota de novo! O PT está com 28% da preferência do povo brasileiro. Na realidade, o PT é a estrela viva, é a esperança do povo brasileiro”.

O deputado Padre João (PT-MG) recordou-se que foi nessa data que grupos heterogêneos, lideranças e militantes que faziam oposição à ditadura, lideranças sindicais, sindicalistas, intelectuais, artistas, lideranças católicas ligadas à teologia da libertação fundaram o Partido dos Trabalhadores.

“Foi com alegria que o PT mostrou a que veio, com políticas de inclusão, nas prefeituras, nos governos estaduais e no governo federal. Ao longo desses anos, implantamos várias políticas e programas que foram ao encontro do povo e levaram o Estado brasileiro aos rincões mais longínquos, com educação, saúde, políticas de emprego e renda, com o Luz para Todos, acesso ao alimento, que é sagrado, acesso à comida, que retirou o Brasil do mapa da fome, acesso à água, moradia digna, acesso a bens e serviços que asseguram a dignidade do ser humano, políticas de inclusão para mulheres, juventude, população LGBTQIA+, povos e comunidades tradicionais. É com muita alegria que a gente celebra muitas conquistas”.

Já o deputado Leo de Brito (PT-AC) disse que o PT é um partido que transformou a política brasileira. A vida dos brasileiros foi transformada nos governos Lula e Dilma. “O PT é um partido que tem 28% da preferência do eleitorado brasileiro e que este ano apresenta, mais uma vez, Luiz Inácio Lula da Silva para, de uma vez por todas, trazer a esperança e, de fato, fazer o brasileiro voltar a ser feliz. E nós vamos fazer o brasileiro voltar a ser feliz”, assegurou.

Na mesma linha, o deputado João Daniel (PT-SE) acrescentou: “Nós precisamos vencer com amor e com carinho, e este País voltará a ter esperança. O ódio não pode vencer. Nós teremos uma nova eleição baseada em novos valores. Os resultados das pesquisas nos mostram que a verdade venceu a mentira, que o amor vencerá o ódio. Nós teremos um Brasil próspero, um Brasil feliz, e esse projeto está em debate neste momento com o povo brasileiro”.

Para o deputado Zé Neto (PT-BA), “hoje é um dia glorioso para o nosso Partido dos Trabalhadores, que faz 42 anos. Comemorar esse dia é comemorar lutando”.

Em seu discurso, o deputado Valmir Assunção (PT-BA) disse que hoje é um dia muito especial para a classe trabalhadora, para o povo brasileiro, porque hoje é aniversário do PT. “Faz 42 anos o maior partido da América Latina. O PT nesses 42 anos foi construído por seus militantes. É um partido que tem diversas pessoas que nem são filiadas ao PT, mas sentem que são do Partido dos Trabalhadores. É um partido que tem aceitação de quase 30% da população brasileira, ou seja, é um partido enraizado naqueles e naquelas que lutam por democracia e têm esperança”.

FONTE: Benildes Rodrigues/PT na Câmara

3 visualizações0 comentário