Buscar
  • VA comunicacao

Redes sociais mostram que inocência de Lula traz alegria e fé para o futuro do Brasil


Artes circulam nas redes com alusão à inocência de Lula - FOTO: Divulgação -

A notícia de que todas as ações contra o ex-presidente Lula foram anuladas, na segunda-feira (8), inundou as redes sociais com milhares de mensagens de alegria, esperança e crença em um futuro melhor. Segundo levantamento feito pela consultoria Arquimedes, a pedido da rede CNN Brasil, somente na primeira hora após ser anunciada a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram identificadas 450 mil menções a Lula. Na hora seguinte, foram outras 350 mil.


O número representa “repercussão recorde”, de acordo com a CNN Brasil. “Trata-se de uma repercussão tão grande quanto, por exemplo, a saída do ex-ministro Sergio Moro do governo Jair Bolsonaro, em 24 de abril de 2020”, informou a rede em seu site. Ainda de acordo com a consultoria, na primeira hora, as mensagens de apoio a Lula representaram 88% das postagens.


O dado confirma o que o monitoramento das redes sociais feito pelo PT identificou. As análises feitas pelo partido também constataram um explosão de reações majoritariamente positivas e de números imensos. O que mais chamou a atenção foi que as mensagens sobre o futuro superaram, em muito, as referências ao passado. Outros sentimentos captados foram os de alegria, esperança e sensação de libertação compartilhada.


Lula livre

Na decisão de segunda-feira, Fachin concordou com a defesa de Lula, que desde o começo das acusações contra o ex-presidente argumentava que o juiz Sergio Moro não tinha competência para realizar os julgamentos, que acabaram concentrados em Curitiba para que a Lava Jato pudesse desempenhar sua farsa política de perseguição a Lula.


Como afirmaram os advogados Cristiano Zanin Martins e Valesca Teixeira Zanin Martins, finalmente o STF convenceu-se da argumentação feita pela defesa desde o começo. “A decisão que hoje afirma a incompetência da Justiça Federal de Curitiba é o reconhecimento de que sempre estivemos corretos nessa longa batalha jurídica, na qual nunca tivemos que mudar nossos fundamentos para demonstrar a nulidade dos processos e a inocência do ex-presidente Lula e o lawfare que estava sendo praticado contra ele”, escreveram em nota.


O ex-presidente Lula comentará a decisão, que restabeleceu seus direitos políticos, tornando-o elegível, na manhã desta quarta-feira (9), com transmissão ao vivo pelas redes sociais do PT e aqui no site. A entrevista estava prevista para esta terça-feira, mas foi adiada.


Redação da Agência PT, com informações da CNN Brasil

3 visualizações0 comentário