Buscar
  • VA comunicacao

Vídeo: Jornalista Reinaldo Azevedo entrevista o ex-presidente Lula; confira aqui como foi



O jornalista Reinaldo Azevedo entrevistou em seu programa 'O É da Coisa', da rádio BandNews FM, com o ex-presidente Lula, nesta quinta-feira (1), com grande repercussão. Tanto é que a BandNews TV, outro veículo que, assim como a rádio, pertence ao grupo Bandeirantes, alterou sua programação para veicular a entrevista ao vivo. Além das duas plataformas, a entrevista foi exibida nas redes sociais oficiais da BandNews FM e contou com cobertura especial no site da Band.


Não é à toa que a conversa entre Lula e Azevedo está dando o que falar. Crítico contumaz do ex-presidente, o jornalista foi um dos cunhadores do termo “petralha” e uma das principais vozes do antipetismo na mídia. Nos últimos anos, entretanto, o jornalista vem revendo suas posições e se tornou um ferrenho crítico da Lava Jato, operação que levou Lula à prisão, e tem afirmado que o ex-metalúrgico não teve um julgamento justo.

Em fevereiro deste ano, Azevedo chegou a admitir que foi um erro ter apoiado o impeachment de Dilma Rousseff. “Com dados da época, não consegui ser contra, mas se hoje você me pergunta se foi um erro, digo que foi. A posterior é fácil ver o ovo da serpente. Naquela época a gente tinha como referência o impeachment do Collor, que foi bom pro país”, disse durante entrevista ao jornalista Breno Altman, do Opera Mundi.

“O PT foi perseguido porque era o eixo que estava no poder, mas a Lava Jato na verdade é uma ação muito mais nefasta, é uma ação contra a política. É o partido da polícia, que não foi votado por ninguém e segue sua agenda. Isso nos levou a Bolsonaro, porque levou à destruição do ambiente político. Acho que todos nós, independentemente de vieses ideológicos, tínhamos que ter repudiado isso como princípio”, completou.


Sobre a entrevista desta quinta-feira, Azevedo afirmou: “O meu único acordo com o presidente é que eu pergunto o que eu quero e ele responde o que ele quer, como deve ser no jornalismo e em uma conversa com duas pessoas civilizadas. Quando me perguntam qual vai ser o tema, eu respondo passado, presente e futuro. Porque o Brasil tem futuro. Não tem tema interditado”. A redação é do site da Revista Fórum.



33 visualizações0 comentário