top of page
Buscar
  • Foto do escritorVA comunicacao

Valmir diz que transição de governo na Bahia ajudará em alinhamento com o governo federal



A transição do governo de Rui Costa (PT) para o de Jerônimo Rodrigues (PT) já tem grupo de trabalho e deve seguir alinhamento com o governo federal do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Essa informação foi reforçada pelo deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), neste sábado (5), que acredita que a equipe nomeada cuidará dos principais procedimentos e estudos para a transição de gestão. O parlamentar frisa que serão disponibilizados infraestrutura e espaço para o desenvolvimento das atividades - que devem seguir até o último dia do ano.


“Essa equipe será coordenada pelo governador eleito, Jerônimo Rodrigues, e pelo vice-governador eleito, Geraldo Júnior [MDB]. Ambos vão acompanhar o processo e incluir suas demandas de campanha para todas as regiões do estado. Em especial, teremos Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial [Sepromi], que é da corrente EPS – Esquerda Popular Socialista – e que terá papel fundamental nesse processo de transição de governo, assim como todos os outros nomeados. A intenção é seguir os passos de mudança e desenvolvimento do governo Lula”, sintetiza Valmir.


Em entrevista coletiva, o governador eleito Jerônimo disse que pretende planejar algo alinhado com o governo federal. “A gente está desenhando isso com a ajuda do Governo do Estado e ainda com o que está sendo definido para o governo federal. Lula já avisou que vai investir em Turismo, por exemplo. Precisamos saber o que construir aqui para compor e aproveitar esse planejamento. Lula disse que vai criar um Ministério dos povos originários, povos indígenas. Vamos ver como fazer esse intercâmbio de políticas públicas. E faremos isso sem deixar de nos preocupar com as pastas prioritárias, Segurança Pública, Saúde, Educação, entre outras”, explica.


Além de Jerônimo e Geraldo Jr, outros sete nomes fazem parte do grupo de trabalho: Luiz Caetano, secretário de Relações Institucionais (Serin); Carlos Mello, secretário da Casa Civil em exercício; Marcus Cavancanti, secretário da Infraestrutura (Seinfra); Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi); Roberta Silva de Carvalho Santana, chefe de Gabinete da Secretaria da Saúde (Sesab); Adolpho Loyola, Assistente Especial do Quadro Especial da Casa Civil; e Felipe Freitas, doutor em Direito pela UnB e professor do corpo permanente do Programa de Pós Graduação do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).


2 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page